Fotógrafo: Claudio Dias – Local: Kona, Hawai

 

A família dos frogfishes (Antennariidae = portadores de antenas) compreendem 14 gêneros, com 50 espécies conhecidas.

O frogfish tem o corpo arredondado, aparentemente sem qualquer hidrodinâmica, com presença de uma grande boca curvada. Possuem nadadeiras peitorais e pélvicas modificadas como apêndices para se apoiar e segurar o substrato e até “andar” no fundo. Usam as antenas como uma isca para atrair pequenos peixes. Quando a vítima chega perto o suficiente, um rápido abrir de boca cria uma forte sucção e o peixinho é engolido rapidamente.

Frogfishes são peixes relativamente pequenos, o maior mede cerca de 38cm. Existem algumas espécies pequenas que chegam a medir no máximo 5 cm. As espécies podem ser de diversas cores, do preto ao vermelho, laranja, amarelo, marrons, branco, roxo, verde, alguns até com manchas de azul. As cores geralmente os ajudam a mimetizar com o seu ambiente, tais como esponjas, corais e algas.

Ocorrência: Encontrado em todos os mares tropicais e subtropicais (mas não no Mediterrâneo), e eventualmente em águas temperadas.

Habitat: Jovens e adultos bentônicos, podem ser encontrados entre em 0-300 m, com uma única exceção de Histrio – pelágico e pode ser encontrado flutuando no meio de algas. Carnívoros vorazes, alimentando-se de peixes ou crustáceos. Podem recorrer ao canibalismo, mesmo que o outro seja um potencial par.

Biologia: Normalmente, as fêmeas põem milhares de ovos incorporados em uma grande massa gelatinosa flutuante; várias espécies podem suportar ovos ligados ao seu próprio corpo.

Fontes:

http://www.fishbase.org/

http://www.frogfish.ch/

AMARANTE, Ary. Guia de Identificação e Fotografia de Peixes Marinhos – Brasil e Caribe. Pomacanthus, 2009.

 

Contribuição: Tatiana Costa