Com certeza o linguado (Paralichthys brasiliensis) tem uma anatomia curiosa, pois seus dois olhos estão dispostos no mesmo lado do corpo. Ao nascer o linguado é bilateralmente simétrico com um olho de cada lado, como todos os peixes. Em certa fase de seu desenvolvimento juvenil um dos olhos começa a migrar lentamente para o outro lado, geralmente para o lado esquerdo. É um animal demersal costeiro de águas rasas, encontrado solitário ou em pequenos grupos deitados no fundo. Ao deitar-se na areia ele vibra suas nadadeiras cobrindo-se parcialmente e se camuflando. Vorazes alimentam-se de peixes, caranguejos, camarões e outros invertebrados bentônicos. Seu corpo é ovalado, um pouco alongado e extremamente achatado lateralmente, possui boca grande e oblíqua. Pode chegar a medir 1 m e pesar até 12 kg. Sua coloração varia do marrom esverdeado ao marrom escuro, com manchas escuras que tendem a desaparecer com o crescimento do animal, sua região ventral não possui pigmentação. Sua coloração dorsal varia devido ao substrato em que o animal é encontrado. Geralmente quando são localizados ficam parados confiantes em sua camuflagem, tornando-se assim um alvo fácil para pescadores. Sua carne é considerada excelente possuindo um alto valor comercial.

Colaboração: Fabio Lellis