Conhecido popularmente como porquinho (Balistes capriscus), ocorre nos Oceanos Índico, Pacífico
e Atlântico. Recebem esse nome devido ao som que emitem ao serem removidos da água, se
parecendo com um porco. Dependendo da região, é conhecido como acará-fuso, acará-mocó, pirá,
cangulo-papo-branco, capado, fantasma, maracuguara, peroá, peroatinga e pira-acá
Seu corpo tem um desenho típico, em formato de losango, alto e comprido. A cabeça é grande e a
boca, pequena. A cor varia de um cinza-azulado a um cinza-esverdeado, com manchas
retangulares indistintas nos flancos, além de muitas pintas e linhas azuis. Não costuma ultrapassar
6kg e 70 cm de comprimento.
Se alimenta de larvas ou ovos de outros peixes, moluscos, crustáceos, vermes, ouriços e até
estrela-do-mar.
Para reproduzir, a fêmea constrói seu ninho na areia onde deposita seu ovos, que são defendidos
ferozmente pelo macho.
Nome Científico: Balistes capriscus
Família: Balistidae
Ordem: Tetraodontiformes

Colaboração e Foto: Paulo Brito